Notícias

Uma temporada de peregrinação “excepcional” a partir de quarta-feira devido ao coronavírus

Cerca de 10.000 moradores participarão dos rituais, que continuarão por cinco dias, em comparação com os 2,5 milhões de muçulmanos que compareceram no ano passado.

A Arábia Saudita está se preparando para organizar uma temporada de peregrinação excepcional a partir de quarta-feira, à luz da ameaça do coronavírus, que levou o reino a reduzir o número de peregrinos em ritos anuais e permitir que seus moradores apenas o realizassem, pela primeira vez em sua história moderna.

Viagem dos Peregrinos
Os peregrinos começaram a chegar a Meca durante o fim de semana e foram submetidos a um teste de temperatura e colocados em quarentena nos hotéis da cidade.

Eles receberam um conjunto de ferramentas e suprimentos, incluindo Ihram médico e estéril, seixos de pedra, máscaras, tapete e guarda-sol, de acordo com o livreto “Passeio dos Peregrinos” das autoridades.

Os peregrinos devem ser testados quanto ao novo coronavírus antes de chegarem em Meca, e também terão que ficar em quarentena após a peregrinação.

O Ministério do Hajj e Umrah disse que montou várias instalações de saúde e clínicas móveis e equipou ambulâncias para atender às necessidades dos peregrinos que serão obrigados a aderir à separação social.

Inicialmente, as autoridades sauditas anunciaram que apenas cerca de 1.000 peregrinos residentes no Reino seriam autorizados a realizar os rituais, mas a mídia local publicou relatórios dizendo que cerca de 10.000 peregrinos poderiam participar.

Artigos relacionados

Back to top button
Close
Close
Close Bitnami banner
Bitnami